Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Manifesto dos Brancos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Imagem
Encontrei uma parte deste texto enquanto fazia uma limpa na minha estante, vendo o que poderia ser descartado e o que eu deveria manter. Ele é antigo, de 05 de fevereiro de 2006, mas acho que é bem pertinente para este momento em que, novamente, os inconformados discutem a validade das cotas na UFRGS. No texto que tenho está assinado por Antônio Lima, e está com a data já mencionada. Não sei quem é nem sei se foi ele o autor do texto. Vasculhando pela internet não tive dificuldades em encontrar o texto completo noutro blog e o reproduzirei na íntegra. ______________________________

Manifesto dos Brancos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Este texto é um manifesto escrito e subscrito por brancos que compõem a comunidade escolar da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Ele é uma retumbante admissão pública, por nossa parte, de que vivemos em um contexto de exclusão estrutural de negros e indígenas dos benefícios e espaços de cidadania produzidos por nossa sociedade e ond…

Oficinas de Temática Afrodescendente

Imagem
Desde 2006, quando trabalhei para a Secretaria de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, desenvolvi e realizo duas oficinas voltadas para a compreensão da temática afrodescendente. Estas oficinas já atenderam cerca de 30 escolas (algumas repetiram em anos seguidos), totalizando juntas mais de 5 mil espectadores entre alunos e professores desde as séries finais do Ensino Fundamental até cursos de graduação na PUC, Unilasalle e FAPA; além de cursos de formação para funcionários no Hospital Cristo Redentor e em comunidades terreiros gaúchos e catarinenses.
Agende as oficinas em sua instituição através dos fones (51) 985512390 ou (51) 984546152. Valores acessíveis.
Abaixo release das oficinas.
1 - Oficina Educação Anti-Racista e a História e Cultura Africana e Afro-Brasileira
O racismo no Brasil existe de forma naturalizada o que torna a compreensão da necessidade da luta anti-racista muito difícil de ser assimilada. Isto se deve aos mecanismos criados historicamente para segregar o negr…

Qual a classificação das religiões afro?

Imagem
Existem muitas teorias a respeito da classificação das religiões de matriz africana. Alguns estudiosos às classificam como sendo animistas, pois entendem que os Orixás são as forças ou elementos que animam a natureza. Alguns esotéricos até chamam os Orixás de Elementais, pois entendem que Eles são como estes seres protetores da natureza. Outros pesquisadores entendem que os Orixás são deuses, pois possuem templos dedicados à Eles, poderes capazes de realizar feitos incríveis e que podemos interagir diretamente com Eles. Há ainda uma terceira teoria que afirma o monoteísmo dessas religiões com base na análise da figura de Olódùmarè, que é completamente deixada de lado pelas teorias anteriores. Olódùmarè (ou Ọlọ́runỌba-Ọ̀run, etc.) é entendido pelos iorubás como sendo o seu Deus. Detentor dos poderes que possibilitam e regulam toda a existência, tanto no Ọ̀run (mundo imaterial, transcendente) como no Àiyé (mundo material, imanente). É de Olódùmarè que vem o Àṣẹ, a força imaterial div…

Curso de Iorubá em Porto Alegre

Imagem
Recebi hoje um e-mail do Prof. Dr. - e meu amigo pessoal - Norton F. Corrêa divulgando um curso de Iorubá ministrado pelo Prof. Gideon Babalola Idowu na Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre.

O Prof. Corrêa ainda informa o que segue:

"O Prof. Idowu, africano da etnia Iorubá, graduado em Letras pela UFRGS e com estudos nos EUA, é autor de uma ótima gramática iorubá, recentemente reeditada [Uma abordagem moderna ao yorùbá (nagô): Gramática, Exercícios, Mini Dicionário].
Meu amigo pessoal desde muitos anos, quando estudou e se radicou em Porto Alegre, me auxiliou, muitas vezes, na tradução de palavras utilizadas no batuque. É um profissional muito sério, competente e profundo estudioso da língua Iorubá, características estas pelas quais o recomendo.
Assim, peço aos amigos o obséquio de divulgar o curso através de seus sítios e redes de relacionamento, pelo que agradeço.
Maiores informações no sítio www.edeyoruba.com ou com o Prof. Gideon, pelo email Gideo…

Metodologia de pesquisa afro-religiosa

Uma discussão entre eu e um amigo num grupo do Facebook chamou a atenção de Bàbá Gilson de Obá que quis publicar no seu blog.

Transformei a discussão num pequeno texto sobre metodologia simplificada para a pesquisa sobre a religião afro.
Clique aqui para ler.

Espetáculo sobre religião Afro

Imagem